<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=2736481836612313&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Conheça nossos cursos
Conheça nossos cursos

Prouni

Como funciona o Prouni: condições e inscrição

BLOG UNIFACEX

Os melhores conteúdos sobre EAD e educação

Prouni

Como funciona o Prouni: condições e inscrição

Equipe Unifacex
Por Equipe Unifacex em Jan 29, 2021 10:27:49 AM | 8 min de leitura

Muitas dúvidas nos vêm à mente quando desejamos entrar no ensino superior.

“Qual curso escolher?"

“Qual Universidade cursar?”

“Como faço para ganhar uma bolsa?”

Os estudantes brasileiros têm a opção de realizar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Essa prova é uma das principais portas de entrada para instituições de ensino superior.

Com a nota do Enem, é possível entrar em vários programas de incentivo oferecidos pelo governo, como é o caso do Prouni (Programa Universidade Para Todos).

Neste artigo, vamos explicar melhor como funciona o Prouni, quais as condições para participar e como fazer (e acompanhar) a sua inscrição.

Prouni: o que é

O Prouni (Programa Universidade Para Todos) é um programa criado pelo Governo Federal, em 2004, e vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

É uma das principais oportunidades para os estudantes conseguirem bolsas no ensino superior em universidades particulares.

Para se inscrever é preciso ter realizado o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Outra condição é ainda não ter um diploma de ensino superior.

Além disso, não basta apenas fazer a prova do Enem, é preciso ficar atento em dois critérios:

  • obter média igual ou superior a 450 pontos;
  • não ter zerado a redação, que vale mil pontos.

Como faço para calcular a média do Enem?

1. Somar todas as notas obtidas nas áreas de:

  • Matemática e suas tecnologias;
  • Ciências da natureza e suas tecnologias;
  • Ciências humanas e suas tecnologias;
  • Linguagens, códigos e suas tecnologias;
  • Redação (lembrando que a nota precisa ser acima de zero)

2. Dividir o resultado da soma por cinco (número de áreas)

Para participar do Prouni, o resultado desse cálculo precisa ser igual ou superior a 450.

Quais são os tipos de bolsas que o Prouni oferece?

O Prouni oferece dois tipos de bolsas, que são concedidas conforme a renda familiar do participante.

A bolsa integral, com 100% da mensalidade custeada pelo programa, é destinada para para estudantes com renda bruta familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa.

Já a bolsa parcial, com 50% do valor da mensalidade custeado pelo programa e os outros 50% custeados pelo bolsista, é destinada a estudantes com renda bruta familiar de até 3 salários mínimos por pessoa.

Como faço para calcular a renda familiar?

A renda é calculada somando-se a renda bruta mensal dos componentes do grupo familiar e dividindo o valor total da renda pelo número de pessoas que formam o grupo.

O grupo familiar pode ser composto por uma ou mais pessoas que moram em um mesmo domicílio, podendo participar ativamente com renda ou ser atendida por essa renda.

Se um estudante X tem dois irmãos que são menores de idade morando com ele. Esses irmãos não contribuem com a renda familiar, mas são atendidos por ela. Portanto, devem fazer parte do cálculo.

Vamos a um exemplo: Uma família é composta por quatro pessoas. A renda bruta mensal dessa família é de R$2.000

Dividindo R$2.000 por 4 (número de componentes do grupo familiar) obtemos 500 como resultado.

Esse resultado deve ser dividido pelo valor do salário mínimo no Brasil. Atualmente, esse valor corresponde a R$ 1.100.

Como resultado: 0,45. 

Sendo assim, a renda familiar bruta é de 0,45 salários mínimos por pessoa. 

Fique atento: esse cálculo deve ser feito com base no salário mínimo atual, que é reajustado anualmente. 

Quem pode participar do Prouni?

Além de ainda não ter diploma de educação superior, para participar, o candidato deve: 

  • ter cursado todo o ensino médio em escola pública;
  • ter cursado todo o ensino médio em escola particular com uma bolsa integral;
  • ter cursado uma parte no ensino público, e a outra parte no ensino particular como bolsista integral;

Também podem participar:

  • Professores da educação básica que trabalham em instituições públicas. Nesse caso, não é necessário comprovar renda, mas a concorrência é apenas para bolsas de licenciatura;
  • Estudantes com deficiência, independente do local onde cursaram o ensino médio (escolas públicas ou privadas).

como-fazer-inscricao-no-prouni - Descrição da imagem: Na imagem, um moça digita num notebook cinza com o teclado preto. A moça usa pulseiras coloridas e um relógio preto.

Como fazer a inscrição no Prouni?

A inscrição é feita on-line, diretamente no site do Prouni. Não há taxa de inscrição. Todo o processo é gratuito.

Primeiro, o estudante será endereçado para a página gov.br para fazer um cadastro.

O gov.br é um acesso universal para os sistemas digitais do governo federal. Caso você já tenha cadastro, basta digitar seu CPF e a sua senha.

Depois, o estudante preenche um questionário com os seus dados pessoais.

A última etapa é a escolha dos cursos. O estudante deverá escolher até dois cursos, conforme a universidade e turno disponibilizado.

É importante saber que essa escolha não é aleatória, mas sim conforme a preferência de seleção.

Enquanto o período de inscrições estiver aberto, é possível alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada. Fique sempre ligado no cronograma do Prouni, divulgado no site oficial. Normalmente, são quatro dias de inscrição.

Acompanhando a inscrição

Um ponto muito fundamental é o candidato acompanhar diariamente sua inscrição no site do Prouni até a finalização do prazo de inscrição.

Isso porque existe a chamada nota de corte.

A nota de corte corresponde à pontuação mínima para ingressar num curso. Ela pode ser compreendida como a nota do último colocado na lista de pré-selecionados para a bolsa.

Vamos supor: Um estudante seleciona o curso de Arquitetura e Urbanismo para a Instituição de Ensino X. Sua média do Enem é de 760 pontos.

O sistema do Prouni informa que a média para conseguir a bolsa para esse curso é de 800 pontos.

Portanto, o candidato não será pré-selecionado, já que sua média está abaixo da nota de corte.

Mas, atenção! A nota de corte tem apenas o caráter informativo. O sistema não atualiza ela em tempo real, mas sim de um dia para o outro.

Ao longo do dia, novas pessoas podem ir se inscrevendo para determinado curso e aumentar a nota de corte. Assim, estar acima da nota de corte não significa, necessariamente, estar selecionado.

Primeira e Segunda Chamada e a Lista de Espera

Após o prazo de inscrição, o Prouni divulga a lista de candidatos que foram pré-selecionados na primeira chamada.

Por que “pré-selecionados”?

A bolsa somente é efetivada quando há a comprovação das informações que o estudante repassou na hora da inscrição.

Há um prazo máximo para a entrega desses documentos. Se, por um acaso, o prazo não foi cumprido ou o estudante desistiu da vaga, as bolsas remanescentes são oferecidas na segunda chamada. O processo é o mesmo: entrega e comprovação de documentos no prazo estabelecido.

Caso o candidato não tenha sido selecionado em nenhuma das chamadas regulares, é possível fazer parte da lista de espera.

Para isso, é preciso entrar na página de inscrição do Prouni e manifestar interesse na lista de espera. Esse processo é fundamental, pois o sistema não realiza essa “inscrição” automaticamente e o prazo costuma ser bem curto.

A concorrência da lista de espera é apenas para o primeiro curso que foi selecionado pelo estudante no ato da inscrição.

Há exceções onde o candidato concorre pela segunda opção de curso selecionada. São elas:

  • o candidato não pré-selecionado nas chamadas regulares em que não existam bolsas disponíveis na sua primeira opção de curso;
  • o candidato não pré-selecionado nas chamadas regulares em que tenha ocorrido não formação de turma na sua primeira opção;
  • o candidato pré-selecionado em sua primeira opção de curso, reprovado por não formação de turma.

Encerrados os prazos, o Ministério da Educação envia as listas para as instituições de ensino.

Para saber se foi aprovado ou não, o candidato deve entrar diretamente no site da instituição de ensino para a qual se candidatou e verificar se o nome na lista. Caso sim, deve apresentar a documentação e aguardar a validação.

Vale salientar que nem todas as bolsas oferecidas nas chamadas regulares são oferecidas na lista de espera. As vagas dependem se as bolsas foram preenchidas ou não.

consegui-a-bolsa-e-agora - Descrição da Imagem:  A imagem está focada em um mão escrevendo com uma caneta preta em uma folha pautada.

Consegui a bolsa, e agora?

Depois de conseguir a bolsa, o aluno deve cumprir alguns requisitos básicos para mantê-la. A primeira condição é a renovação semestral.

A bolsa do Prouni é renovada a cada novo semestre da graduação. Para renovar sua bolsa, o estudante deve apresentar seus documentos de comprovação de renda para a Instituição de Ensino.

A suspensão da bolsa também ocorre nas seguintes situações:

  • Caso o estudante não pague sua parte na condição de bolsista parcial (50%);
  • abandono do período letivo;
  • não ter realizado a matrícula no primeiro semestre de uso da bolsa;
  • matrícula em instituição instituição pública gratuita de ensino superior;
  • falsificação de documentos;
  • extrapolar o prazo máximo para conclusão do curso no qual está matriculado;
  • acúmulo de duas bolsas do Prouni pelo estudante;
  • decisão ou ordem judicial.

O Prouni exige, ainda, 75% de aprovação nas disciplinas cursadas por semestre.

Caso esse percentual não seja atingido, o coordenador do Prouni, juntamente com os professores que ministraram as disciplinas de reprovação, podem conversar e analisar as justificativas apresentadas pelo estudante pelo desempenho.

Assim, permitem (ou não) a continuidade da bolsa. Essa reparação pode ser feita apenas duas vezes.

Confira um exemplo na tabela abaixo:

Número de disciplinas que o estudante está cursando em um semestre Número de disciplinas que o estudante precisa ser aprovado para atingir o percentual de 75%
1 1
2 2
3 3
4 3
5 4
6 5

 

Outras formas de conseguir descontos com a nota do Enem

É possível, ainda, conseguir descontos nas instituições de ensino superior usando a nota do Enem sem passar pelo Prouni. 

Na EAD UNIFACEX você pode, ainda, usar suas notas antigas da prova. Conforme sua pontuação, você ganha descontos na primeira mensalidade. O ingresso será imediato, sem passar por vestibular.

Além disso, você vai acessar um conteúdo de qualidade, elaborado por professores mestres e doutores.

Mesmo sendo a distância, os cursos contam com tutores especializados na área da disciplina, capazes de tirar todas as suas dúvidas!

Ficou interessado? Confira todas as vantagens da EAD UNIFACEX no nosso site e aproveite os benefícios de estudar a distância com a mesma qualidade do presencial.

Prouni

Veja mais conteúdos da UNIFACEX sobre EAD e educação

Ver mais conteúdossobre Prouni

Assine aqui!

Posts mais recentes